Aromaterapia

imagesCAMTT45UA Aromaterapia consiste na arte de usar óleos extraídos das plantas em vários tratamentos. Esta é uma das mais antigas técnicas de cura da História. Os óleos essenciais, exercendo uma influência subtil na mente e no corpo, curam de uma forma suave e natural. Têm imensas virtudes e podem ser utilizados das mais variadas formas: esta é uma das suas maiores vantagens.

Este artigo cobre em termos básicos alguns usos da aromaterapia e alguns das centenas de óleos essencias e suas características.

Aromaterapia é um ramo da osmologia que consiste no uso de tratamento baseado no efeito que os aromas de plantas são capazes de provocar no indivíduo.Dos vegetais é extraída a essência a ser aplicada isoladamente ou em combinação com outros aromas, dependendo das enfermidades e do indivíduo. É considerada uma terapia alternativa ou complementar, embora seja um tratamento bastante antigo, que surgiu da fitoterapia e que é comumente usada em conjunto com esta. É utilizada no tratamento das mais variadas enfermidades e desequilíbrios, sendo considerada uma terapia holística.

A Aromaterapia

Aromaterapia é o conhecimento da aplicação das essências perfumadas das plantas e das flores através de massagens com óleos ou inalação com objectivos terapêuticos. Para isso, recorre-se a óleos essenciais extraídos de várias plantas cultivadas em diferentes regiões e de acordo com procedimentos técnicos que garantam o padrão e a qualidade da matéria-prima, para que a terapia chegue a bom termo. Entre os povos antigos, as fragrâncias eram usadas em rituais sagrados (incenso, cedro, mirra) e as plantas como cataplasmas e unguentos sobre a pele e, hoje em dia, é uma técnica muito usada na França e na Inglaterra.

Os óleos essenciais são a principal matéria-prima da aromaterapia. Também são usados por outros profissionais, como as enfermeiras, os massagistas, as esteticistas, os fitoterapeutas, os perfumistas, os psicólogos, etc. Em cada uma dessas ocupações, os óleos essenciais são usados de diferentes maneiras e com diferentes propósitos. Podem ser utilizados como relaxantes musculares, digestivos e estimulantes da circulação. Têm acção farmacológica e psicoterapêutica e são extraídos de várias partes das plantas, como as cascas, a resina, as folhas, as flores, os frutos e as sementes.

Indicações

Os benefícios de um tratamento com aromaterapia vêm dos aromas agradáveis das essências, que actuam rapidamente sobre o sistema nervoso central, estimulando a produção ou a inibição da produção de hormonas, secreções e mediadores químicos que determinam modificações no organismo, influenciando o humor, a disposição, o temperamento e o estado de espírito. Os óleos são usados em massagens, vaporizadores, preparação de ambientes ou banhos. Trabalhando o olfacto, o toque e o contacto dos óleos essenciais que libertam as propriedades das plantas medicinais sobre a pele, a aromaterapia torna-se muitas vezes a forma de tratamento mais indicada para aliviar o stress, a depressão, a insónia, a tensão pré-menstrual e as pequenas lesões e ferimentos. É relaxante, estimula o amor-próprio e concilia o humor e as emoções.

Para além das massagens e dos banhos, existe também a possibilidade de os óleos serem aplicados em compressas (quentes ou frias, consoante a doença a tratar), em creme, loção, ou ainda pela simples inalação do seu aroma. Os óleos essenciais são rapidamente absorvidos através da pele, e em aromaterapia usam-se geralmente três gotas diluídas num copo de água. Cada circunstância requer uma utilização diferente. A título de exemplo deixamos uma listagem das principais doenças que podem ser tratadas com os óleos essenciais extraídos da natureza.

ACNE: Os óleos essenciais podem ser usados em tratamentos de pele, especialmente para reduzir a quantidade de gordura produzida na sua superfície. Para combater o acne, usa-se geralmente óleo de lavanda ou bergamota, que têm acção anti-bacteriana, bem como propriedades adstringentes. O óleo de gerânio ajuda a equilibrar as secreções gordas da pele.

RUGAS: Para reduzir os sinais de envelhecimento da pele, utilizam-se os óleos de jasmim e de rosa. Ambos ajudam a restaurar as células, restituindo à pele a sua juventude.

ALERGIAS: De um modo geral, usam-se óleos de camomila ou lavanda para combater as alergias. Podem ser usados em banhos, inalações, compressas, ou em cremes para o corpo. Também são utilizados os aromas de rosa, bergamota, sândalo e jasmim, consoante os casos.

ANSIEDADE: Os óleos essenciais com propriedades sedativas são os de gerânio, lavanda, jasmim e rosa.

ARTRITE: O ácido úrico, quando depositado entre as juntas, forma uma espécie de cristais que podem causar inflamação, dor e perda de flexibilidade. O óleo mais vulgarmente usado para combater este problema é o óleo essencial de limão. Usa-se em banhos e massagens para ajudar o corpo a libertar-se das toxinas e dos seus efeitos negativos.

ASMA: Os óleos de bergamota e lavanda são excelentes para curar problemas respiratórios. Também são utilizados os de camomila e de rosa.

HEMORRAGIAS: Quando a pessoa perde sangue frequentemente, pode tratar-se com óleos de limão, rosa ou gerânio.

BRONQUITE: Para curar bronquites, usam-se em inalações os óleos de eucalipto ou lavanda. Qualquer um deles oferece alívio quase imediato. Em casos extremos, o óleo de sândalo ajuda a limpar os pulmões.

REUMATISMO: Para ajudar em problemas de reumatismo, usam-se os óleos de camomila ou lavanda. Fazem-se compressas quentes para aliviar a dor. Também podem fazer-se massagens regulares para estimular a circulação e ajudar o corpo a libertar-se de toxinas.

SINUSITE: Fazem-se inalações frequentes com óleos essenciais de eucalipto, hortelã e pinho.

MENOPAUSA: Para ajudar a mulher durante a menopausa, minimizando os problemas físicos que ocorrem nesta fase, usam-se: óleo essencial de gerânio (para balancear as hormonas), óleo essencial de rosa (para tonificar e limpar o útero), e óleo essencial de camomila (porque tem um efeito estimulante e anti depressivo).

FADIGA MENTAL: Para combater o cansaço da mente e a consequente falta de memória, devem fazer-se banhos, adicionando 6 gotas de óleo de hortelã-pimenta à água do banho.

GENGIVITES: Para tratar gengivites (ou outras infecções da boca) usa-se o óleo essencial de mirra, que funciona como um anti-fungo. Aplica-se o óleo num pedaço de algodão (directamente na zona afectada) ou em bochechos, diluindo algumas gotas em água morna.

ENXAQUECAS: Para aliviar as incómodas enxaquecas usam-se em compressas frias os óleos essenciais de lavanda e hortelã-pimenta.

DORES MENSTRUAIS: Para aliviar as incómodas dores menstruais, massaja-se o ventre e a zona renal com óleo essencial de gerânio.

DORES MUSCULARES:Para aliviar as dores nos músculos ou as cãibras, aplicam-se compressas quentes sobre a zona afectada, usando óleos de bergamota, camomila ou lavanda.

INSÓNIAS: Os óleos mais eficazes no tratamento das insónias são os de camomila ou lavanda. Usam-se em banhos, e também podem ser aplicadas algumas gotas na almofada e lençóis.

OTITE: Usa-se o óleo essencial de camomila para combater infecções e aliviar a dor. Aplica-se em compressas quentes e em massagens suaves em volta da zona afectada.

HERPES: Logo que aparecerem os primeiros sinais de erupção, deve fazer-se uma aplicação com a seguinte mistura: 6 gotas de óleo essencial de eucalipto (ou bergamota), misturadas em 5 ml de álcool. Esta aplicação, se for feita com uma certa regularidade, evita o aparecimento de novas bolhas provoca-das pelo herpes.

Propriedades de algumas essências:

Camomila

Reduz inchaços, trata alguns sintomas de alergia, alivia o stress, a insónia e a depressão. É utilizada também no tratamento de problemas digestivos.

Eucalipto

Baixa a febre, alivia a sinusite, combate vírus e bactérias, alivia a tosse e pode ser usado no tratamento de espinhas e furúnculos.

Hortelã

Empregado para tratar problemas digestivos, descongestionar o tórax, limpar ferimentos, aliviar dores de cabeça e musculares.

Lavanda

Indicada para o tratamento de queimaduras e ferimentos. Desinfecta e mata bactérias. Também é usada para aliviar a depressão, tem propriedades anti-inflamatórias e pode aliviar dores de cabeça, alergias respiratórias, dores musculares, náuseas, pressão arterial baixa e cólicas menstruais.

Alecrim

Alivia as dores, melhora a circulação, descongestiona o peito, auxilia a digestão, estimula o bom funciona-mento do fígado, combate as infecções e ajuda a aliviar a depressão.

Os principais óleos e as suas propriedades:

Lavanda: antiespasmódico; Camomila: relaxante, anti-inflama-tório, antialérgico e digestivo; Manjerona: anti-séptico, anti-es-pasmódico e anti-inflamatório; Alecrim: estimula a circulação, anal-gésico e descongestionante;Cipreste: adstringente, estimulante da circulação e anti-séptico; Hortelã: digestivo, descongestionante; Eucalipto: descongestionante, anti-viral, antibacteriano e estimulante;Tangerina: antidepressivo, anti-inflamatório; Gerânio: anti-inflamatório e antidepressivo.

COMO USAR OS ÓLEOS ESSENCIAIS EM SPRAY

Uma das formas mais simples de introduzir os óleos essenciais no ar é misturar um ou mais óleos em água e usá-los como spray. Para esse efeito, misture 20 gotas de óleo essencial em 2 decilitros de água e agite bem antes de usar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s